Pesquisa do Instituto Methodus aponta: Jornal MINUANO é o mais lido da cidade


De 26 a 27 de junho de 2013, o Instituto Methodus, um dos mais conceituados institutos de pesquisa do Rio Grande do Sul, realizou, em Bagé, uma pesquisa com leitores de jornais.

A ação é um projeto da Associação dos Diários do Interior do Rio Grande do Sul (ADI), que, desde 2010, oferece a pesquisa a seus associados. Entre os dados mais relevantes está a frequência de leitura do leitor bajeense. Nada menos do que 74% dos entrevistados declaram ser leitores frequentes do jornal MINUANO, seguido de 30% da frequência de leitura pelo segundo colocado e 27% pelo terceiro. Outros três jornais ainda foram citados pela população bajeense, mas com percentuais de leitura baixos. Esta era uma questão de resposta múltipla. O resultado mostra que o MINUANO é o jornal que o público bajeense lê com mais frequência, dado que completa a série de resultados positivos comemorados pelo periódico no ano em que comemora seus 19 anos de existência. Outro importante indicador revelado pela pesquisa é que, da população bajeense que se declarou leitora de jornal, por método de extrapolação (espécie de estimativa realizada em cima da amostragem da pesquisa), a estimativa é de que 86% leem o MINUANO. Os atributos mais identificados no jornal também trazem avaliação positiva: boa cobertura da região, visual agradável e veículo confiável. Em uma escala de avaliação de um a sete nos itens clareza das informações, variedade de matérias, atualidade das matérias, boa cobertura da região, variedade de colunistas, parceiro da comunidade, visual agradável e veículo confiável, o periódico de Bagé alcançou médias superiores a 70% em todos os itens nas avaliações "bom" e "ótimo", mostrando resultado positivo. No total, segundo a pesquisa, o percentual foi de 61,2% na avaliação "bom" e 17,1% na avaliação "ótimo", totalizando um índice de aprovação de 78,3%. Nos itens "péssimo" e "ruim", que são considerados os itens de reprovação, o percentual foi de apenas 1,2%. A presidente da ADI, Mara Rúbia Flores, ressalta que a pesquisa é realizada desde 2010 e a satisfação dos associados é grande. "Embora seja opcional, grande parte dos associados participa. Neste ano, dos 17 jornais, 12 participaram. É uma importante ferramenta de avaliação que a associação oportuniza, subsidiando parte do valor. Contratando esse tipo de trabalho em conjunto, fica mais acessível para todos. Uma pesquisa desse nível é uma grande contribuição para os veículos", destaca. Ela acrescenta que, desde o início, o projeto tem sido referência para os associados e, hoje, é o maior projeto da ADI. "A aprovação é tanta que, dos que começaram, nenhum desistiu da pesquisa. Ela dá uma posição atualizada do veículo", explica, complementando que a escolha do Methodus se deu pela confiabilidade do instituto e pelo conhecimento do interior gaúcho , onde se concentram os jornais da ADI.

A diretora de pesquisas do Methodus, Margrid Sauer, diz que, hoje, a pesquisa de mercado já é bastante utilizada também por meios de comunicação para conhecer seu público e avaliar o mercado. "Este projeto com a ADI tem dois momentos: um com os leitores em geral e outro somente com os assinantes. Desta forma é possível entender índice de leitores, lembrança da marca, motivos pelos quais os leitores assinam o jornal, as preferências do público e outros fatores. Com esses dados em mãos, é possível direcionar ações jornalísticas e comerciais", ressalta.

Método

O método utilizado pela pesquisa que revelou que o Jornal MINUANO é o preferido do público bajeense foi a de opinião. As especificações técnicas pretendiam investigar quais são os jornais mais lidos na cidade, identificar o número de leitores do MINUANO, avaliar a satisfação dos leitores com o jornal e identificar os veículos de comunicação em que os leitores mais confiam. O período de coleta foram os dias 26 e 27 de junho de 2013. A pesquisa foi realizada com leitores de jornal de ambos os sexos, com 18 anos ou mais, de diferentes classes sociais, residentes na área em estudo. A amostra é representativa dos leitores de jornais, de ambos os sexos, com 18 anos ou mais. A coleta de dados foi feita por entrevistas pessoais, com utilização de questionário elaborado de acordo com os objetivos da pesquisa. As entrevistas foram realizadas por uma equipe de entrevistadores contratados pelo Instituto Methodus, treinados para esse tipo de abordagem.

Avaliação de mercado

 A pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas. Ela possibilita ao empreendedor a avaliação de seus potenciais fornecedores e serve para dimensionar o mercado, identificando o segmento de mais lucrativo. Além disso, ajuda a detectar novas tendências e avaliar a performance de produtos e serviços, detectando o volume que o mercado é capaz de absorver e a que preços poderão ser vendidos. Embora as pesquisas mercadológicas já aconteçam nos Estados Unidos há muito mais tempo, no Brasil começaram a ser utilizadas na década de 40. Hoje, a pesquisa é a ferramenta mais usual para analisar mercado.

Sobre o pesquisador

O Instituto Methodus foi criado em 1995, atendendo basicamente partidos políticos e prefeituras municipais. Com a visibilidade e a credibilidade dos resultados alcançados, começou a atuar naturalmente em outros segmentos. Hoje, presta consultoria e realiza pesquisas para órgãos governamentais e empresas de diferentes áreas de negócios. O Instituto Methodus é uma empresa que trabalha para oferecer informações precisas e exclusivas aos clientes, com resultados que vêm tornando a instituição referência em pesquisa de mercado no sul do país.



Fonte: http://www.jornalminuano.com.br/noticia.php?id=90663&busca=1&palavra=instituto%20methodus
carregando...